logo Clínica Fértilis

Infertilidade: Fator Masculino

+38 anos de experiência

+ 6000 bebês nascidos

clinica pioneira na região - Sorocaba

alta qualidade na seleção dos embriões

O fator masculino é responsável por cerca de 40% dos casos de infertilidade. A principal causa é a chamada Varicocele que consiste na presença de veias varicosas nos Testículos e atinge 1 em cada 5 homens.

Existem aproximadamente 62 causas orgânicas de infertilidade masculina. que podem levar ao mau funcionamento dos Testículos. Porém, de um modo geral, podemos dividir as causas em secretoras onde existe deficiência na produção dos espermatozoides ou excretoras, quando ocorre algum problema no transporte dos mesmos até saírem na ejaculação.

Criptorquidismo

Os Testículos são formados a partir de pequenas massas de células localizadas junto aos rins no embrião. Com o desenvolvimento do embrião essa massa vai crescendo e desce até a bolsa escrotal onde vão se alojar. No percurso, passam pelo canal inguinal formado por um espaço entre a musculatura abdominal.

Quando essa descida não é completa no nascimento, temos o chamado Criptorquidismo (Cripto=escondido e orquis=testículo). Os testículos "param sua migração" e permanecem em vários pontos do trajeto. Desse modo podemos ter testículos que ficam na cavidade abdominal, que ficam no canal inguinal, que ficam "altos" na bolsa escrotal e os que são retrateis passando para fora e para dentro do canal inguinal. Essa parada pode ocorrer em um (unilateral) ou nos dois testículos (bilateral).

Os testículos ficam externamente ao corpo, para manter a temperatura ideal para formação dos espermatozoides (3 graus a menos do que a temperatura do corpo). Existe um músculo encarregado de modificar a posição dos testículos para manter a temperatura. Desse modo no calor, os testículos ficam longe do corpo e no inverno ficam perto do corpo.

Quando eles ficam dentro do corpo a alta temperatura afeta a produção dos testículos levando a um dano total das células. Por isso a correção da criptorquidia deve ser feita até os dois anos de idade.

O tratamento pode ser clínico ou cirúrgico dependendo da posição dos testículos. Se estiverem na cavidade abdominal pode se administrar hormônios para estimular o aumento dos testículos, com consequente aumento do peso facilitando sua descida.

Se o tratamento não tiver sucesso recomenda-se a retirada dos testículos para evitar a formação futura de um tumor. Se os testículos estiverem no canal ou forem retráteis pode se tentar também o tratamento hormonal ou a cirurgia de fixação dos testículos.

Varicocele

O nome Varicocele vem do grego varicos = varizes e cele = bolsa. É uma doença que acomete 1 em cada 5 homens, e se caracteriza pela presença de varizes na bolsa escrotal. Pode ser uni ou bilateral. As veias escrotais se dilatam e ocorre um refluxo venoso em direção aos testículos. A congestão sanguínea local leva a um acúmulo de substâncias tóxicas e aumento da temperatura local levando a um "stress" e alterando assim a função dos testículos.

A varicocele causa uma intoxicação testicular levando a uma diminuição na produção de espermatozoides e/ou hormônios masculinos. É a causa mais comum de infertilidade masculina e uma das causas de diminuição na produção do hormônio masculino, a Testosterona levando a Andropausa.

A Varicocele não costuma causar sintomas clínicos, sendo um achado nos casos de infertilidade ou disfunção sexual. Entretanto, quando presentes os principais sintomas da varicocele são o aparecimento de veias dilatadas na bolsa escrotal, e presença de dor referida como um "peso" local. Sendo mais frequente do lado esquerdo (85% dos casos).

O tratamento da varicocele é cirúrgico e apresenta um bom prognóstico.

Fator genético

O fator masculino está em geral associado a várias irregularidades nos parâmetros seminais (número de espermatozoides, motilidade e morfologia). Geralmente os casos de parâmetros seminais ruins (oligospermia, Astenozoospermia, Teratozoopermia ou azoospermia), e em alguns casos estão relacionados com problemas genéticos.

Teste da Estrutura da cromatina do espermatozóide - TECE

O TECE é uma medida estatisticamente significante da infertilidade masculina e mostra que a presença de altos níveis de fragmentação, tem estreita relação com insucesso gestacional mesmo em pacientes com Espermograma normal.

O valor de corte estabelecido para sub/infertilidade é de 30% para o Índice de Fragmentação do DNA (IFD). Valores acima deste limite não excluem a possibilidade de fertilização normal, desenvolvimento embrionário e uma gestação a termo, porém está associado com uma redução significante de gestação e aproximadamente o dobro de abortos.

Além disso, o TECE avalia também a porcentagem de espermatozoides imaturos, mostrando (quando superior a 15%) uma fertilização reduzida e indicando ICSI.

A fragmentação do DNA pode resultar de múltiplos fatores como: dieta, uso de drogas, febre alta, temperatura testicular elevada, poluição, fumo e idade avançada. Com exceção da idade, a exposição a estes fatores pode ser transitória, havendo uma melhora da fragmentação do DNA com o decorrer do tempo.

Alterações Prostáticas

A próstata é uma glândula do tamanho de uma castanha de natal, que fica localizada logo abaixo da bexiga em volta da uretra e é responsável pela produção de um terço do volume de sêmen ejaculado.

Alterações na próstata (infecção ou inflamação) também estão relacionadas a alterações seminais, resultando principalmente em uma diminuição no número de espermatozoides vivos e com boa motilidade. Sendo um importante fator de infertilidade masculina.

Essas alterações podem ser detectadas através do espermograma e da cultura seminal. No Espermograma o volume aumenta numa infecção aguda e diminui numa infecção crônica. A viscosidade está aumentada e o liquido fica mais "grosso". Além disso, em casos de infecção pode haver cheiro forte, secreção de cor amarelada (pus), avermelhada (sangue), marrom (sangue digerido) ou verde (infecção por uma bactéria chamada Gardnerella).

O tratamento é feito à base de Antibióticos e anti-inflamatórios.

Há também outras duas principais doenças da próstata que são: Hiperplasia de Próstata Benigna (HPB) e o Câncer de Próstata (CP).

Em ambas as doenças temos como principal característica o aumento do tamanho da próstata e por consequência, alguns sintomas são parecidos como: dor e atraso para iniciar a micção, esforço para finalizar a micção, prolongamento do tempo de micção, jato miccional entrecortado dividindo a micção em 2 ou mais tempos, dificuldade para urinar com a bexiga cheia.

O exame mais recomendado para o diagnóstico, é ainda o toque retal associado a exames laboratoriais e de imagem.

O tratamento é baseado no controle do crescimento da próstata, uso de medicações ou ainda retirada da próstata, dependendo de cada caso.

Pesquisa de microdeleções no cromossomo Y

Uma das causas encontradas para a causa de oligospermia ou azoospermia é devida à presença de microdeleções na região AZF (Zona de Fator de Azoospermia) localizada no braço longo do cromossomo Y (Yq).

A região AZF está subdividida em 3 sub regiões, cada uma delas contendo informações genéticas específicas. A ausência total ou parcial dessas informações compromete a espermatogênese em maior ou menor grau. Quando alguma dessas regiões está ausente, dizemos que o homem é portador de uma microdeleção em seu cromossomo Y.

Existe um teste molecular que é realizado através de uma técnica chamada de PCR (reação em cadeia da polimerase) capaz de identificar especificamente as regiões do cromossomo Y que se deseja avaliar. Este teste é indicado para pacientes com baixa ou nenhuma produção de espermatozoides.

É importante ressaltar que mesmo tendo a presença de microdeleções, dependendo da região que foi deletada é possível encontrarmos espermatozoides para uso em técnicas de Reprodução Assistida. Entretanto, o casal deve estar ciente que esse é um fator hereditário, ou seja, se a mulher engravidar e nascer um filho homem este também será portador da microdeleção.

Aqui vai começar
a história de AMOR
mais incrível da sua vida

Nossos tratamentos

Acompanhem nossos conteúdos pelas redes sociais

Agende sua consulta agora mesmo, basta selecionar o dia e horário clicando ao lado >>>

logo Clínica Fértilis

Clínica Fértilis de Medicina Reprodutiva. Pioneira na reprodução humana através de Fertilização "In Vitro", em Sorocaba.

ANVISA RDC 771 dezembro de 2022

(15) 3233-0680
(15) 3233-0708
(15) 98169-5699
Rua Marcelino Soares Leite, 33
Trujilo – Sorocaba – SP
CEP: 18060-390 – Brasil

Fertilis – Copyright© 2023 – Todos os direitos reservados