57) Tratamentos para Impotência

A impotência pode ser causada por uma combinação de fatores, parte física, parte psicológica. Usualmente o problema físico começa primeiro e gradualmente piora. Secundariamente medos psicológicos e ansiedades aparecem tornando o sexo uma experiência problemática.
           
Muitas pessoas com diabete podem perceber isto. Um problema físico leve pode levar a uma impotência psicológica que tem um efeito muito maior. Um médico não especializado pode ver o problema de impotência como sendo inteiramente psicológica - um diagnóstico errado - e falham no tratamento da causa física primária. Um especialista treinado   será capaz de detectar o problema real.
           
Como existe um número grande de fatores envolvidos , a combinação de tratamentos varia para cada indivíduo, porém normalmente inclui um aconselhamento para ajudar o paciente a perceber que o problema físico causou o problema de impotência primeiro e esse pode ser tratado.
           
É importante entender que não existe uma causa comum para todos os casos. Por essa razão é melhor ver a impotência como um problema médico, como qualquer outro, e realizar um profundo e apropriado estudo diagnóstico da(s) causa(s). Uma vez feito o diagnóstico, o tratamento é normalmente simples e oferece uma completa restauração da função normal.
           
Existe um número de tratamentos que, uma vez que a causa da impotência seja estabelecida, podem ser empregados. Alguns desses tratamentos são mais efetivos do que outros. 
           
Entre os tratamentos para a impotência física, podemos citar as Auto-aplicações de drogas vasoativas, programa de Reposição Hormonal , Medicações orais, Cirurgias Vasculares e Implantes de Próteses Penianas, Vacuoterapia,  Controles de hábitos (fumo e álcool) e de medicações (substituição de drogas).
           
Já para os tratamentos de impotência psicológica podemos citar, a Abordagem sensorial, Exercícios de controle de stress, Terapia Psicosexual, Hipnose, e terapia com drogas injetáveis.
           
No tratamento com autoaplicação, certas drogas são injetadas no pênis e estas ajudam a relaxar a musculatura dos corpos cavernosos e dos vasos sangüíneos permitindo um maior fluxo de sangue para o pênis causando o seu enchimento. Elas podem ser injetadas pelo próprio indivíduo antes do sexo, e a restauração das ereções normais pode acontecer, com alta taxa de sucesso.
           
O programa de Reposição Hormonal é usualmente indicado se os níveis hormonais estão deficientes. Com a evolução dos sistemas de administração dos derivados da Testosterona,  é possível repor as doses fisiológicas do indivíduo simulando a secreção natural  do hormônio pelo organismo. Essa administração pode ser feita por via oral, intramuscular, por implante subdérmico, transdérmico e bucal.
           
Está em estudo uma droga vasodilatadora (Sildenafil), que tem a mesma ação das drogas injetadas no pênis, porém seu uso ainda não está liberado para a prática clínica diária.
           
As cirurgias estão indicadas nos problemas arteriais, problemas venosos e nos implantes penianos. As cirurgias arteriais estão indicadas para aumentar o suprimento sangüíneo do pênis, porém seus resultados deixam a desejar.
           
As cirurgias venosas, usadas para diminuir a drenagem venosa estão indicadas nos casos de fuga venosa com alto índice de sucesso, principalmente quando combinadas com cirurgias venosas escrotais para reparo das varizes testiculares (Varicocele).
           
O implante de um bastão semi-rígido ou inflável no pênis sustenta a ereção. Vários tipos de próteses estão disponíveis para uso. este tratamento tende a ser usado somente como ultimo recurso  e pode ser eventualmente evitado. Está indicado nos casos de lesão espinhal, nos casos de obstrução arterial, nos casos de diabete com lesões nervosas, em pacientes em que outros tratamentos falharam e em pacientes idosos (>65 anos).
           
Na Vacuoterapia, um tubo cilíndrico é colocado no pênis e, por meio de uma bomba de sucção , o pênis inicia uma ereção. Essa ereção é mantida colocando-se um anel de borracha na base do pênis. Não existem provas de que esse tipo de tratamento seja efetivo, uma vez que o fluxo de sangue é grandemente reduzido com esse método.
           
Sempre deve se orientar os pacientes quanto aos hábitos e medicações . Em alguns casos as drogas causadoras de impotência podem ser substituídas por outras que não causem problemas. A redução do uso de álcool e fumo pode ser de ajuda no tratamento.

Voltar ao Menu Mídia Próxima Página

Clínica Fertilis - Rua Marcelino Soares Leite, 33 - Trujillo - Sorocaba-SP - CEP: 18060-390 - Brasil
Fone/Fax: +55 (15) 3233-0708 / (15) 3233-0680 / (15) 3233-0279