55) Testículos - Entrevista Revista Kairos

PAUTA REVISTA KAIROS – EDIÇÃO MARÇO/01

Entrevistado: Dr. Lister Salgueiro - Andrologista
Clínica Fértilis

 

1 - O que são os testículos

R. Testículos são órgãos que tem função glandular (glândula), e de produzir espermatozóides (gônada).
O nome se refere a testis do latim, pequenos testamentos ou testemunhos e existem duas versões  para explicar o nome,  uma seria que os gladiadores romanos faziam um juramento segurando um dos testículos e outra que nos anos 1300 DC os candidatos a Papa se sentavam em uma cadeira com um orifício e os outros os apalpavam para ver se haviam testículos a fim de não escolher uma mulher como papa o que já havia acontecido anteriormente com Lucrécia Bórgia. Somente após a palpação os cardeais proferem as devidas palavras “Habemus Papa”.

2 - Qual o papel desses órgãos no organismo masculino?

R: Os testículos são os responsáveis pela produção principalmente de Espermatozóides  e de Testosterona. São em número de dois e se localizam na bolsa escrotal, externamente ao corpo,  pois trabalham em temperatura inferior à do corpo (+/-3o C).São divididos em lojas (+/- 250) onde estão localizados os túbulos seminíferos. Cada túbulo seminífero mede aproximadamente 90 cm e os espermatozóides são produzidos em seu interior a partir das células chamadas espermatogônias. Ao processo de transformação de espermatogônia em espermatozóides se dá o nome de espermatogênese, e esse processo demora +/- 60 dias para acontecer. Uma vez produzidos, os espermatozóides passam pela fase final de amadurecimento num órgão anexo ao testículo chamado epidídimo, pelo período de 15 dias. Entre os túbulos seminíferos se encontram as células de Leydig responsáveis pela produção do hormônio Testosterona.

3 - Qual a sua importância para o homem?

R:  Os espermatozóides são responsáveis pela fertilidade do homem e a Testosterona é responsável não só pela função sexual  mas pela condição metabólica geral e metabolismos específicos dos sistemas ósseos, muscular, glandular prostático, além de ser responsável pela atividade física geral.

4 - Quais os principais doenças que acometem os testículos?
Por quê?

R: As principais doenças que acometem os testículos podem ser primárias ou secundárias. As doenças primárias são de origem testicular e causadas por tumores, e por alterações locais geralmente de origem genética. As secundárias são causadas por fatores externos com repercussão nos testículos como a Varicocele, Orquite pós caxumba, traumas , cirurgias, etc.

5 - Qual a incidência dessas doenças em nível mundial e se possível no Brasil?

R: A doença mais comum é a Varicocele (Varico=Varizes. Cele=bolsa), que altera as condições testiculares levando a uma diminuição na produção espermática e hormonal. Acredita-se que um em cada cinco homens tenha Varicocele, porém nem todas tem sintomas, e nem todas causam danos testiculares. Felizmente os tumores são raros, ocorrem em jovens e tem alto índice de cura. As inflamações (orquite) são causadas por processos infecciosos, traumas, e cirurgias, torsão do testículo, e não tem porcentagem de incidência média.

6 - Essas doenças dispõem de tratamentos? Quais são eles?

R: Nos casos onde ocorre a destruição do tecido testicular (câncer, radioterapia, quimioterapia, orquite, etc.) não existe tratamento e nos casos onde ocorre uma disfunção decorrente de uma patologia pode se atuar corrigindo o problema. No caso da Varicocele se indica a cirurgia , e nos outros casos se indica o tratamento específico.

7 - Quais as últimas novidades para o tratamento dessas doenças?

R: Nos casos onde o problema é de infertilidade podemos lançar mão de tratamentos com Técnicas de Reprodução Assistida (TRA), mesmo que a quantidade seja mínima ou quase inexistente. Nos casos mais simples se indica o tratamento com Inseminação Artificial (AIH), nos casos moderados se indica a Fertilização In Vitro (FIV) e nos casos severos se indica a Fertilização In Vitro e Injeção Intracitoplasmática de Espermatozóides (ICSI). Em alguns casos pode se tentar o tratamento hormonal para estimular os testículos mas esse tipo de tratamento não é eficaz em todos os casos.

8 - Quais as orientações importantes para os homens em matéria de prevenção de possíveis doenças nos testículos?

R: De um modo geral a prevenção de problemas testiculares poderia ser feita através de exames médicos principalmente na adolescência. Na Bélgica os adolescentes passam por um exame nessa idade e se tem Varicocele já são tratados preventivamente. Evitar doenças sexualmente transmissíveis através de proteção ou com tratamento eficaz e imediato também é indicado. Cientistas franceses acreditam que fatores externos ao corpo levarão a população masculina do planeta a ficar infértil por volta do ano 2080, por isso devemos evitar exposições a radiações, calor excessivo e constante, químicos , inseticidas, e a drogas como maconha, cocaína e etc., também mantém a saúde testicular.
 

9 – Como é feito o diagnóstico dessas doenças?

R; O diagnóstico é feito através da história clínica (anamnese), do exame físico específico do aparelho genital, e dos exames complementares. Entre estes exames podemos citar a Ultra-sonografia da bolsa escrotal, o Espermograma completo com cultura, a Termografia de fita e o Doppler Fluxometria dos cordões espermáticos, além de outros exames mais específicos.

 

10 – Outras informações que gostaria de acrescentar?

R: Uma boa parte dos problemas testiculares pode ser prevenida com um exame médico bem feito na puberdade. Através desse exame pode se detectar precocemente certas doenças, como a Varicocele por exemplo, além de acompanhar o desenvolvimento genital e sexual do adolescente.
Outros cuidados para a saúde genital podem ser evitar traumas locais, usando proteção em esportes etc., evitar e ou tratar imediatamente das doenças sexualmente transmissíveis, e estar atento a mudanças nas características dos testículos.

 

Obrigada pela colaboração.

 

Voltar ao Menu Mídia Próxima Página

Clínica Fertilis - Rua Marcelino Soares Leite, 33 - Trujillo - Sorocaba-SP - CEP: 18060-390 - Brasil
Fone/Fax: +55 (15) 3233-0708 / (15) 3233-0680 / (15) 3233-0279