32) Em defesa dos homens

Tenho visto ultimamente em programas de TV, revistas, enquetes e outros veículos de comunicação, ou em conversas informais, queixas quanto ao comportamento sexual ,dos já quase supérfluos “Homens”. Digo supérfluos porque já é possível fecundar o óvulo de uma rata com o ovulo de outra ou de si própria e gerar outra rata acabando com a hegemonia do espermatozóide. Procurarei nesse texto defender alguns comportamentos que são fisiológicos ou seja fazem parte da natureza masculina por serem naturais.
           
Uma das queixas das mulheres diz respeito ao fato de os homens virarem de lado e dormir após uma sessão de amor e sexo. Poucos sabem mas o “exercício” durante a relação sexual é dos mais intensos sendo classificado como o terceiro em atividades não especificamente esportivas ( o primeiro é subir escadas e o segundo é a marcha acelerada). Além do mais, após o orgasmo, tanto o homem como a mulher tem um período de tempo, variável de pessoa a pessoa, chamado de período refratário onde ocorre o relaxamento natural em decorrência da secreção de serotonina (substância que dá aquela sensação gostosa de relaxamento após o exercício). Durante o período refratário o homem praticamente não consegue ter outra ereção e a mulher se sente incomodada com estimulação clitoridiana. No homem esse período varia de 30 minutos a algumas horas dependendo da idade e da excitação do paciente, quanto mais jovem e mais excitado menor o tempo do período refratário. Já a mulher tem o tempo de período refratário bem menor o que possibilita ter orgasmos múltiplos verdadeiros durante a relação ou na seqüência de relações. O homem também é capaz de ter orgasmo múltiplo mas são orgasmos múltiplos orgasmos subliminares até a ejaculação. Tanto a mulher como o homem precisam de algum treino para atingir essas performances. Outro fato é que alguns homens apresentam queda nos níveis hormonais de testosterona chamada de Andropausa, e que tem como característica o cansaço acentuado, perda de Vitalidade (pique), distúrbios do sono (sonolência), queda na libido ou baixo índice de excitação, podendo chegar até as disfunções sexuais (impotência).
           
Vejamos então um homem após um dia de trabalho cansativo, no período refratário, com o relaxamento natural, e em alguns casos até na andropausa, não só vai virar de lado como vai dormir profunda e rapidamente após o exercício da relação sexual.
           
Segunda queixa, por que os homens gostam de fazer sexo pela manhã?
           
Parece mania mas não é. O hormônio testosterona é chamado de hormônio masculino e é o responsável pelo vigor físico, pela quantidade de pelos pelo corpo (incluindo a calvície), pela massa muscular, pela agressividade e principalmente pela libido (apetite sexual) e pela função sexual como um todo. A secreção desse hormônio varia durante o dia , a semana, o mês e ao ano. Durante o dia tem um pico de elevação entre 10 e 12 horas mantem-se estacionado pela tarde e apresenta outro pico por volta da 22 horas. Tem uma queda pela madrugada e volta a crescer pela manhã atingindo o pico da manhã por volta das 10 horas novamente e assim diariamente. Também flutua durante o mês e é mais produzido no inverno do que no verão.
           
Esse pico matinal é o responsável pelo aumento do apetite sexual nessa hora além de contribuir para a ereção matinal (ao acordar).
           
Assim esses comportamento fazem parte da fisiologia masculina e por isso esses pobres homens devem ser perdoados por esses erros. Espero que as mulheres levem em consideração essas explicações antes de espinafrar os companheiros taxando-os de insensíveis e egoístas além de inoportunos.

Voltar ao Menu Mídia Próxima Página

Clínica Fertilis - Rua Marcelino Soares Leite, 33 - Trujillo - Sorocaba-SP - CEP: 18060-390 - Brasil
Fone/Fax: +55 (15) 3233-0708 / (15) 3233-0680 / (15) 3233-0279