Alterações Seminais

As alterações seminais são detectadas através do exame chamado de Espermograma. Nesse exame verificamos o volume da ejaculação, suas características físico químicas (cor, cheiro, viscosidade, pH) etc., além da quantidade de espermatozóides e suas características quanto a movimentação (motilidade), formato da cabeça (morfologia) e ao numero de vivos (vitalidade).

Essas alterações encontradas não são doenças mas sim sinais de algum tipo de patologia. Existe mais de sessenta causas para se ter uma alteração seminal. A mais comum é a Varicocele, veias dilatadas na bolsa escrotal que promovem alterações que danificam a produção de espermatozóides

De um modo geral podemos ter a ausência de espermatozóides (azoospermia) no ejaculado, uma baixa quantidade de espermas (oligospermia), ou uma quantidade normal.

Na morfologia podemos ter uma porcentagem aumentada de formas alteradas (teratospermia), e na motilidade podemos ter uma porcentagem baixa de espermatozóides com motilidade correta.

Hoje os parâmetros normais de um Espermograma são:

- Volume: > 1,5 ml
- Concentração: > 15 milhões de espermatozóides por mililitro de ejaculado.
- Motilidade: > 32% de graus A+B
> 40% de graus A+B+C
- Vitalidade: > 58% de vivos
- Morfologia: > 4% por Kruger

 

 

Próxima Página

 

Clínica Fertilis - Rua Marcelino Soares Leite, 33 - Trujillo - Sorocaba-SP - CEP: 18060-390 - Brasil
Fone/Fax: +55 (15) 3233-0708 / (15) 3233-0680 / (15) 3233-0279